A Mulher Ruiva

Orhan Pamuk, em “A Mulher Ruiva”, conta a história de Cem Çelic, um jovem turco, filho de um pai militante de esquerda e de uma mãe dona de casa. Quando adolescente, seu pai desaparece. Fato que desencadeará os acontecimentos que mudarão para sempre a vida do protagonista.

Cem irá trabalhar com o mestre Mahmut, um homem acolhedor que substituirá, por um período, a figura do pai ausente. A profissão do mestre era cavar poços e encontrar água aos arredores da cidade. Numa Istambul ainda em processo de modernização, sem saneamento básico, a expansão da cidade para a periferia tornava a necessidade de cavar poços premente. A velha Istambul cedia lugar aos empreendimentos imobiliários e comerciais, lugares antes ermos transformavam-se em locais povoados.

Foram longos dias cavando o poço, o buraco estava cada vez mais fundo, escuro e estreito. A cada dia o trabalho era mais árduo. E mestre Mahmut não desistia de encontrar água naquele lugar. É nesse período que aparece a Mulher Ruiva, pertencente a uma trupe de teatro que estava temporariamente na cidade. Mulher atraente e misteriosa, modificará profundamente a vida de Cem.

O poço é real para Cem e também uma alegoria nessa trama simbólica construída por Pamuk. Uma alegoria das buscas, obsessões, desejos e medos que fazem parte do humano. Precisamos ir até o fundo do poço e olhar para ele.

A narrativa se desenvolve permeada por duas historias míticas: uma do ocidente, Édipo Rei de Sófocles e a outra do oriente, Shahnameh, do poeta persa Ferdowsi. Duas histórias que colocam em questão a relação pai e filho, na tragédia ocidental assistimos à um parricídio e na oriental a um filicídio.

Obsessivamente Cem Çelic convoca esses mitos. E tragicamente eles serão reencenados pelas personagens.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s