A autobiografia de Alice B. Toklas

Gertrude Stein nasceu em 1874, nos Estados Unidos, no estado da Pensilvânia. Mas viveu boa parte de sua vida em Paris. Foi escritora, modernista e feminista, e conviveu com vários intelectuais e artistas entre as décadas de 1910 e 1940. Escreveu uma obra intitulada “A Autobiografia de Alice B. Toklas”. Alice era sua secretária e amante, com quem viveu durante 25 anos. A autobiografia revela as configurações de gênero e como elas se reproduziam entre as duas: enquanto Gertrude Stein se sentava com os homens escritores e artistas, Alice conversava com as mulheres dos artistas.

A sociedade parisiense, do início do século XX, reunia muitos artistas e intelectuais. A casa de Gertrude Stein era frequentada por Pablo Picasso, Matisse, Apolinaire, Erza Pound, Ernst Hemingay, James Joyce entre outros.  Alice fazia muitos jantares e até publicou um livro chamado “A cozinha de Alice B.Toklas”, com as receitas dos pratos que ela servia nessas ocasiões. Picasso foi  grande amigo de Gertrude Stein, frequentavam as casas de um e de outro. Ela posou para ele durante horas e dias. E ele pintou seu retrato.

A autobiografia de Alice B. Toklas é um livro fundamental da vanguarda modernista do século XX. O livro mostra como jovens artistas vindos de diversas partes do mundo, se encontravam em Paris e ali  traçaram novos caminhos para a Arte. Embora tenha sido escrito por Gertrude Stein, o livro é narrado do ponto de vista de Alice.

Durante a primeira guerra elas se inscreveram na FAFF, um Fundo de Amparo aos soldados norte-americanos. Percorreram várias cidades francesas como voluntárias desse serviço. Após a guerra, elas continuaram encontrando artistas e intelectuais que ainda estavam em Paris e outros que acabavam de chegar. Em 19 de julho de 1946, Gertrude Stein recebeu o diagnóstico de um câncer de útero, faleceu no dia 27.

No livro são mencionados os momentos em que Stein escrevia seus livros e Alice fazia a revisão, como quando Stein escreveu “O modo de ser dos americanos” (1908) e “Três Vidas” (1909). Gertrude Stein escreveu muitos livros, peças teatrais, poesias e um roteiro para o cinema. Escreveu também uma ópera chamada “Four Saints”, musicada pelo russo Virgil Thonson, seu amigo pessoal.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s