Hereges

“Hereges” do escritor cubano Leonardo Padura trata da questão dos Judeus em dois momentos e espaços históricos: em Cuba, durante a Segunda Guerra Mundial e em Amsterdã, no século XVII. O escritor narra as perseguições e preconceitos que atingiram desde sempre esse povo.

O livro traz à tona acontecimentos esquecidos a respeito dos imigrantes judeus originários da Polônia, que tentaram desembarcar no porto cubano em 1939, sendo recusado o desembarque pelas autoridades locais. Além desse fato, entramos em contato com a vida dos judeus em Cuba, nesse mesmo período, seus problemas, conflitos e prazeres na cidade que ainda não vivia o regime comunista.

A pesquisa de Padura a respeito dos judeus é minuciosa, retrocedendo até o século XVII quando Amsterdã, na Holanda, abrigava uma enorme comunidade judaica.

O enredo do romance tem como elemento central um quadro do pintor Rembrandt, no qual está retratado um Cristo, de forma realista, tendo sido utilizado como modelo um jovem judeu. Essa obra trouxe consequências a todos os envolvidos, tanto para aqueles que participaram da sua confecção, como para aqueles que a adquiriram como obra de arte.

Várias questões são colocadas em discussão nesse romance de Padura, além da própria questão dos Judeus, temas como Liberdade, Religião e Arte são explorados na narrativa.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s