Outra vez, Estações Havana

Os livros que fazem parte da tetralogia Estações Havana, cujo personagem central é o policial Mario Conde, são acima de tudo uma declaração de amor à literatura.

O personagem, escritor-policial, das histórias que se passam em Havana, é um leitor apaixonado e um escritor sedento por criar personagens e narrativas ficcionais.

Mario Conde nos contagia com seu interesse literário e com o seu desejo pela escrita.

Ele queria escrever uma história sórdida e comovente, como sempre repetia. “Simplesmente tinha que escrever, espremer a espinha, estourar o abscesso, esvaziar o intestino, cuspir aquela saliva amarga, executar aquela operação radical, para começar a ser ele mesmo”. (Paisagem de Outono)

Essa é uma das mais belas justificativas para alguém começar a escrever.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s