Morte e Vida das Grandes Cidades

O livro “Morte e Vida das Grandes Cidades” foi publicado no ano 2000, nos Estados Unidos, e é de autoria Jane Jacobs. A autora faz uma crítica aos fundamentos do planejamento urbano tradicional, que ditavam regras tais como: a rua é um lugar ruim para os seres humanos; as casas devem estar afastadas dela e voltadas para dentro, para uma área verde cercada; o comércio deve ser separado das casas; as cidades devem resistir às mudanças. Essas ideias proferidas por urbanistas como Le Corbusier, entre outros, desde o final do século XIX, são reunidas por Jacobs e classificadas pelo “pressuposto da separação – e da obtenção da ordem por meio da repressão a quaisquer planos, menos dos urbanistas”.

Jabobs defende a ideia de que ruas vazias geram violência e insegurança, segundo o seu ponto de vista as ruas precisam ser ocupadas e quanto mais diversidade houver nessa ocupação, mais seguras elas serão. Segundo ela, uma rua movimentada consegue manter a segurança, uma rua deserta não.

Esses e outros pressupostos estão nesse livro, que apesar de já estar completando 17 anos de sua publicação continua sendo bastante atual para pensarmos as grandes cidades e romper com ideias que fazem parte do senso comum sobre o bem viver nelas.

Jane Jacobs não é arquiteta e nem urbanista, foi ativista e escritora e procurou analisar algumas cidades americanas através de uma etnografia jornalística, observando o movimento das cidades e o seu dia-a-dia com caminhadas pelos diversos bairros.

 

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s